Como prevenir câncer de mama nos Pets?

Diversas ações são realizadas no mês de outubro para conscientizar sobre o Câncer de Mama, doença que acomete cerca de 60 mil mulheres anualmente, no Brasil.

Mas você sabia que os Pets também precisam de atenção quanto a essa doença?

Geralmente, o Câncer de Mama é causado devido ao estimulo de hormônios sexuais que geram crescimento do técido mamário, podendo resultar em uma proliferação descontrolada de células, chamada de neoplasia. Esses hormônios sexuais estão presentes em todos os períodos reprodutivos das fêmeas – sejam cães ou felinos.

É comum o acometimendo dessa doença em cachorras com idade entre 8 e 10 anos e gatas de 10 a 12 anos. Quanto a raças, tem tendencias maiores os Cães Poodle, Cocker Spaniel, Pastor Alemão, Maltês, Yorkshire Terrier e Dachshund e Gatas Siamesas.

Alguns sintomas são comuns são a secreção e ulceração da pele da mama, mas outros sinais também podem ser dados pelos bichinhos:

➡ Dor

➡ Inchaço

➡ Perda de apetite

➡ Perda de peso

➡ Fraqueza generalizada.

Prevenção

O tutor deve levar seus Pets ao veterinário pelo menos uma vez ao ano para exames de rotina. A detecção precoce de alterações no organismo do animal pode melhorar significativamente o prognóstico. Os tratamentos são cirúrgicos, tanto para a remoção do tumor e de possíveis metástases quanto para a realização da castração – a quimioterapia também pode ser indicada em alguns casos. Inclusive, recomenda-se a castração preventiva de fêmeas antes de completarem 2 anos e meio.

Alimentação também é um ponto-chave, visto que um dos fatores de risco é a obesidade. Por isso é necessário que o tutor tenha cuidado redobrado com a quantidade diária de alimento que seu Pet ingere, sempre seguindo a indicação do veterinário. A ração deve ser de alta qualidade e balanceada para atender todas as necessidades nutricionais do animal, garantindo uma vida saudável.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *